quinta-feira, 12 de agosto de 2010

cá estou. ou não!


No quarto do meu irmão onde tem o nosso computador fixo que é mais lento e eu não costumo usar (gosto do laptop que fica na varanda arejada, às vezes até fria, com plantinhas etc). Acabei de comer uma tigelinha de iogurte caseiro (sabor de nada, ou se preferir, sabor original) com sucrilhos sem açúcar (sabe aquele mais simples, Corn Flakes), granola e um pouco de linhaça.
Eu gosto, mas já acabou.
Amanhã pretendo/planejo ir ao show do Ney Matogrosso, que pode inclusive ser o último show dele aqui em Fortaleza, porque o bichin já meio véi. O que não abala o poderio dele. No sábado tem festa do Dia Dos Pais da escola e eu vou dançar PAI HEROI do Fábio Jr., acho que é isso.
Bom, queria escrever alguma coisa útil e espero que isso sirva pelo menos pra alguém ler e lhe tomar um tempinho que vai depender de tal habilidade pra leitura. Queria escrever também porque algumas coisas me inspiraram e faz bastante tempo que não posto aqui. Estava planejando muitos textos e produções pra compartilhar com vocês, mas por alguma deficiência minha e não sei se de mais alguém ( lá vem minha necessidade de querer culpar os outros, eu posso até me culpar, mas não foi só eu o culpado), não consegui um post legal pra vocês, pra dizer a verdade eu nem fiz muitas buscas...
Acho que não tenho veia de blogueira, ou então eu tenho, mas ela ainda não saltou no meu corpo e pulsou pra que eu pudesse fazer algo do tipo POST. De alguma forma acho bem bonito quem tem essa veia pulsando dentro de si: a leitura se torna rápida e prazerosa, os pensamentos e linha de raciocínio, a interpretação fluem como uma pena flutuando. É que nem uma música, que quando você começa a escutar a introdução instrumental e gosta tem anseio em continuar ouvindo e se dedicar a ouvir e prestar atenção na música.
Às vezes eu fico pensando o que é que faz uma música ser boa. Por exemplo: fico escutando uma música do Chico Buarque ou do Gil (entre outros) e fico imaginando se eles demoraram pra escrever aquela música, trabalhando, escrevendo e reescrevendo, acrescentando coisas, ou simplesmente sai, simplesmente você mostra poeticamente seus sentimentos ou acontecimentos.
Pra mim isso é bastante estranho!! rsrsrs, oieoeioieoeioei


Pois é... tô vivendo por aqui.

ou não!