quarta-feira, 30 de junho de 2010

cantar coisas de amor

Chico Buarque

A Banda

Estava à toa na vida
O meu amor me chamou
Pra ver a banda passar
Cantando coisas de amor

A minha gente sofrida
Despediu-se da dor
Pra ver a banda passar
Cantando coisas de amor

O homem sério que contava dinheiro parou
O faroleiro que contava vantagem parou
A namorada que contava as estrelas parou
Para ver, ouvir e dar passagem

A moça triste que vivia calada sorriu
A rosa triste que vivia fechada se abriu
E a meninada toda se assanhou
Pra ver a banda passar
Cantando coisas de amor

Estava à toa na vida
O meu amor me chamou
Pra ver a banda passar
Cantando coisas de amor

A minha gente sofrida
Despediu-se da dor
Pra ver a banda passar
Cantando coisas de amor

O velho fraco se esqueceu do cansaço e pensou
Que ainda era moço pra sair no terraço e dançou
A moça feia debruçou na janela
Pensando que a banda tocava pra ela

A marcha alegre se espalhou na avenida e insistiu
A lua cheia que vivia escondida surgiu
Minha cidade toda se enfeitou
Pra ver a banda passar cantando coisas de amor

Mas para meu desencanto
O que era doce acabou
Tudo tomou seu lugar
Depois que a banda passou

E cada qual no seu canto
Em cada canto uma dor
Depois da banda passar
Cantando coisas de amor
Depois da banda passar
Cantando coisas de amor...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Silêncio




"Meus olhos, minha cor perdida, meu pasmo, meu silêncio por mim falam, e não dizendo nada, digo tudo" (Estevão Rodrigues de Castro)


Se me calo,se fico só, é como se permitisse todos os demônios virem a tona. Como se uma febre invadisse o corpo. Se me calo , é como me conformar,me reconfortar. Sentir a guerra se iniciar dentro de mim. Se tenho que calar-me, por uma obrigação qualquer, descompassadamente o pensamento invade o dia. E já não existirá hora tranquila, nem pensamento vazio. Tudo será tomado por uma espécie de desespero momentâneo. Como se a vida fosse acabar no próximo segundo. Como se o tempo fosse me matar na próxima virgula. Sinto a vida esvair-se. Mas, me calo por medo de te ferir, e por isso, dentro de mim mesma me corto inteira. Despedaço. Porque é muito mais fácil refazer-me depois com o tempo. Não saberia fazê-lo por ti. Não deveria eu temer tanto te perder. Porque se me calo e me perco. Vejo que você não faria o mesmo pra deixar de me perder.

terça-feira, 15 de junho de 2010

FUTEBOL OU BRASIL?

Só quero comunicar aqui aos brasileiros que o patriotismo e o nacionalismo não são passageiros, eles não tem que estar presentes em nossas vidas de 4 em 4 anos quando houver Copa do Mundo.
Por que aí nessa época é uma festa. Uma motivação,um amor, uma paixão, um negócio loooouco. Depois que tudo acaba:
- Se o Brasil tiver ganhado a Copa ainda prossegue um pouco a festa e para, para, para até desaparecer.
- Se o Brasil tiver perdido é outro negócio, a seleção corre até risco de ser recebida com vaias, aí os torcedores vão pro aeroporto já sem verde e amarelo.
Ser brasileiro num é só isso não, ser brasileiro é ser, fazer, e conhecer a cultura brasileira, é cuidar do Brasil, nossa pátria amada e nosso berço.
Berço esse que depois da Copa só é maltratado pelos torcedores tão fiéis AO FUTEBOL, não tem explicação...

terça-feira, 8 de junho de 2010

Soneto de Fidelidade










De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinícius de Moraes

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Lágrimas

São essas que nos gritos de dor nos limpam, essas que purificam nossas almas, que afagam nossos temores...
Uma lágrima cai quando o coração já não aguenta mais, quando as forças estam chegando ao fim. Uma lágrima, um grito de socorro que vem do interior em busca de algo que cure a ferida, o que por vezes não é encontrado, por vezes a unica soluçao é mesmo chorar até não poder mais, chorar até nosso corpo estar tão cansado que caia num sono profundo e por vezes eterno. No dia seguinte a pessoa que acordar poderá não ser a mesma, algo poderá ter morrido, algo bem la no fundo, algo muito precioso e diferente de todos as outras coisas...
Uma lágrima que vem para nos aliviar e nos assustar..
Uma lágrima é o significado que não conseguimos mais suportar nossos "desafios"..
Uma lágrima...