quinta-feira, 29 de julho de 2010


" Quando temos cinco anos, eles nos perguntam o que queremos ser quando crescer, nossas respostas eram coisas como astronauta, presidente, ou no meu caso, princesa. Aos dez anos, nos perguntam de novo e respondemos rock star, cowboy, ou no meu caso, medalhista de ouro. Mas agora que crescemos, eles querem uma reposta séria. Bem, o que acham disso: Quem é que sabe? Esse não é o momento de tornar tudo mais difícil e acelerar as coisas, é o momento de cometer erros. Pegar o trem errado e ficar preso em algum lugar, de se apaixonar muito, de ser graduado em filosofia, porque não tem como não fazer disso uma carreira, de mudar de opinião, depois mudar de novo, porque nada é para sempre.
Cometa quantos erros quiser. Assim, algum dia, quando eles perguntarem de novo o que você quer ser não teremos que adivinhar.
Saberemos. " ( jess stanley - eclipse, movie. )

domingo, 25 de julho de 2010

"O silêncio da graça da mulher"


"Para ter lábios atraentes, diga palavras doces; para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas; para ter um corpo esguio, divida sua comida com os famintos; para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar seus dedos por eles pelo menos uma vez por dia; para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinho; pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas;lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você a encontrará no final do seu braço. Ao ficarmos mais velhos, descobrimos porque temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmos, a outra para ajudar o próximo; a beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste, nem no corpo que ela carrega, ou na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside."

Audrey Hepburn

terça-feira, 20 de julho de 2010

Amigo.


"Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações da infância.
Preciso de um amigo para não enlouquecer, para contar o que vi de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas, de poças d´água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim. Preciso de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já tenho um amigo.
Preciso de um amigo para parar de chorar. Para não viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas.
Que bata nos ombros sorrindo e chorando, mas que me chame de amigo, para que eu tenha a consciência de que ainda vivo"

Vinícius de Moraes


Feliz dia Amigo!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

partes do filme

Como é que ela sabia que o monstro era o galã?
Não sabia, mas ela percebeu que o coração dele era bom pelos olhos dele.
Quando?
Quando ela gritou. Aí apareceu os olhos dele com medo. E aí apareceu os olhos dela já com menos medo. Aí apareceu os olhos dele bem de perto, agora tristes. Aí apareceu os olhos dela tristes também. Aí ele baixou os olhos e a música ficou triste.. e ela sorriu e a música ficou mais alegre. Ela passou a mão no rosto dele, ele ergueu os olhos. Ela riu, aai. Aí tocou a música romântica e ela entendeu que podia beijar o monstro.



Quando a gente ama uma pessoa o que a gente mais quer?
Ficar bem juntinho.
Pronto! Tão juntinho, tão juntinho que como diz o poeta:
Transforma-se o amador na coisa amada
Por virtude do muito imaginar
Não tenho, logo, mais que desejar
Pois já tenho em mim a parte desejada.



Você não tem inimigos?
Tenho, as eu quero todos vivos. Em homem deve ter inimigos. Por que houvera de querer matá-los? Se fosse assim eu também matava a morte, a covardia, delegado safado, a velhice, a doença. Deixe meus inimigos vivos, viu? Não bula com eles, não.



Eu passei a noite tentando decidir o meu destino e eu sabia que ele já estava traçado. Era como sacudir uma moeda pra cima e ver ela caindo sempre do mesmo lado. Como apostar numa roleta viciada que toda vez para no mesmo número. Como um baralho marcado.

Lisbela falando de cinema.

Lisbela, quanto ao cinema:
Eu adoro essa parte: a luz vai se apagando devagarzinho, o mundo lá fora vai se apagando devagarzinho, s olhos da gente vão se abrindo. Daqui a pouco a gente num vai nem mais lembrar que tá aqui.

quanto ao gênero do filme:
Comédia Romântica com Aventura: tem um mocinho namorador que nunca se apaixonou por ninguém, até conhecer a mocinha. Tem uma mocinha que vai sofrer bem muito por que o amor do mocinho é cheio de problemas. Tem um bandido que só quer saber de matar o mocinho ou de ficar com a mocinha, ou as duas coisas. Tem uma mulher que também quer o mocinho, mas ele num quer nada com ela e tem também mais uma ruma de personagem que vão ficar fazendo graça pra animar a história. Eles vão terminar quase tão bem quanto o mocinho e a mocinha e outros quase tão mal quanto o bandido, conforme eles ajudem ou atrapalhem o romance.

comentários de Lisbela:
A graça não é saber o que acontece, é saber como acontece e quando acontece. A gente vai conhecer um monte de pessoas novas, um monte de problemas que a gente não pode resolver, só eles podem. Vamo ver como...
e quando...
Está começando.

coração apertado
tentando ser alado
se aprofundando em sentimentos.
procurando esperar o tempo
tentando dar um tempo
pro temporal passar

eu, ela, eles. nós
nós esperando

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Dentro do Pacote


Eu li Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse, Amanhecer - e me encantei por um romance clássico, ponto. Não haviam filmes com efeitos especiais chamativos, propagandas cansativas em meios de comunicação em massa, nem matérias com páginas e mais páginas em revistas de circulação nacional ou atores e atrizes Hollywoodianos envolvidos. Era apenas eu e um livro interessante nas mãos. E depois eram bilhões de posers pelo mundo debatendo sobre um best seller que virou filme, e mais bilhões falando como uma escritorazinha de merda tinha fudido legal com as lendas e misticismos em torno dos vampiros, e mais mídia barata atrás de audiência, e mais uma modinha surge. Agora era apenas uma seguidora de modinha qualquer com aquele livro sobre vampiros de araque pra pre-adolescentezinhas retardadas que todo mundo tá lendo. Rótulos, rótulos, rótulos.

Tantos preconceitos e mal-caratismos {nem sei se essa palavra existe} de tantos tamanhos e gêneros diferentes que eu não consigo escolher por qual começar. O que você veste, de quê você gosta, a quem você ama - O engraçado não é como no fim das contas tudo acaba por se tornar só uma questão de opinião, engraçado é como tudo é só uma questão de opinião dos outros, não sua. Me dá uma vontade tão infeliz de mandar o mundo ir dar o olho do.. (e não no bom sentido - se é que tem bom sentido) que eu acabei aqui, escrevendo esse texto, me perguntando que porra o resto mundo tem a ver com as minhas escolhas, crenças e etc, o que me deixa com ainda mais vontade de ligar o Foda-se.

Não é da sua conta. Ninguém quer saber sua opinião sobre eu ter gostado de ler crepúsculo, ou dela não se envergonhar de ter um namorado de classe social mais baixa, ou daquela alí ter tido pôsteres de Rebelde, ou sobre fulaninho ser gay, ou sobre sicrano que deixou a mulher! Isso não vai influenciar em nada na sua vida, não vai fazer você passar no concurso do Banco do Brasil, no vestibular, nem muito menos te deixar interessante. Preconceito não tem graça, você ainda é feio e não tem dinheiro suficiente pra fazer alguém se apaixonar por você, pessoa nefasta.

Não são os livros que você lê ou os filmes baseados neles, nem as músicas que você houve, nem com quem você anda que te dirá quem você é! Mal amados, mal comidos ou mal rotulados, basta lembrar ou aprender só uma coisa: A embalagem não diz tudo, o rótulo está do lado de fora, isso que está dentro do pacote é que prova se vale ou não a pena... Acho que dessa vez não é preciso terminar minha revolta com uma frase de efeito, ou seja.

beijonãomeliga ;*

Faço minhas as pelavras da @luiza__ .!

E diz que a emoção dói seu coração..










Meu bem já não precisa falar comigo dengosa assim
Brigas só para depois, ganhar mil carinhos de mim
Se eu aumento a voz você faz beicinho, e chora baixinho
E diz que a emoção dói seu coração
Já não acredito se você chora dizendo me amar
Eu sei que na verdade carinhos você quer ganhar

Um dia gatinha manhosa eu prendo você no meu coração
Quero ver você, fazer manha então
Presa no meu coração
Quero ver você

Já não acredito se você chora dizendo me amar
Eu sei que na verdade carinhos você quer ganhar

Um dia gatinha manhosa eu prendo você no meu coração
Quero ver você, fazer manha então
Presa no meu coração
Quero ver você

Gatinha Manhosa
Composição: Erasmo Carlos

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Viver é como ler o mesmo Pequeno Príncipe a cada década
A cada vez com um olhar diferente é lançado às palavras

Estou lendo pela segunda década, acredito eu, a minha vida
E com esses olhos de agora vejo isso
É esse olhar que amanhã já pode ter mudado quando eu sentar pra ler mais algumas páginas.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Lispector, ah Lispector!



O amor é tão mais fatal do que eu havia pensado, o amor é tão mais inerente quanto a própria carência, e nós somos garantidos por uma necessidade que se renovará continuamente. O amor já está, está sempre. Falta apenas o golpe da graça - que se chama paixão.


depoimento

taí Lelê.!
lembra quando eu falei pra ti que um depoimento tem que vir de uma inspiração daquelas que vem do nada?!
eu tô te perguntando isso, pq realmente eu não lembro se foi pra ti que eu falei. =/
eu tava com essa inspiração quando fui preparar o depoimento aí... arrgh
eu tava tomando meu banho com música de todo dia e lembrei de ti, veio tua cara na minha imaginação e uma força bem forte me dizendo que era pra ti que eu deveria "dar" essa música.
mas taí a nossa relação;D rsrsrs


Pra você cuidar (Flávia Wenceslau)

Para entender palavras ditas no olhar
Repartirei o que há em mim de mais bonito pra você cuidar
Não haveria flores se você chorar
Mas há de haver a vida inteira pra viver e te abraçar
Sem ter que perguntar "Como vai ser?"

A gente sabe o que é amor é tudo isso de querer viver
E a gente vive e reaprende todo dia pra nunca esquecer
Que o amor é sempre mais do que pode parecer

Pra festejar sol em dia de verão
Pra te avisar se aquela rua é contra mão
Ou simplesmente adormecer
Antes do filme aparecer
Eu amo você

sábado, 3 de julho de 2010

..


Qualquer coisa que você faça será insignificante, mas é muito importante que você o faça. Você pode não saber qual é o significado da sua vida, e não precisa. Precisa apenas saber que ela significa alguma coisa. Toda vida tem um significado, mesmo que dure 100 anos ou 100 segundos. Toda vida tem. E cada morte, muda o mundo do seu próprio jeito. Ghandi sabia disso. Ele sabia que sua vida significava alguma coisa para alguém, em algum lugar, de alguma forma. E ele sabia com muita certeza que ele jamais saberia o significado dela. Ele entendeu que viver a vida, deve ser mais uma grande preocupação, do que um entendimento. E eu também. Você pode não saber, então não leve isto por certo, não leve isso muito a sério. Não adie o que você quer, não deixe que nada o impeça. Apenas tenha certeza, de que as pessoas com que você se preocupa saibam. E tenham certeza do que você realmente sente, porque só assim tudo pode acabar.


(Remember me)

sexta-feira, 2 de julho de 2010

volta


agora é recebê-los em meio a uma salva de palmas calorosas, por todas as vitórias pela garra, pela vida e sorrisos que colocaram nos campos.
Valeu, Brasil! Pátria amada

quinta-feira, 1 de julho de 2010

λέξη, quer dizer palavra, em grego

As palavras que voam em nossos pensamentos, sentimentos, quando colocados para fora por via escrita ou oral ganham, demonstram seu poder(Poder de se solidificarem!). Claro que só quando faz algum sentido e/ou importância para cada um de nós, por isso espero que passem por nossas cabeças muitas coisas boas: elas fazem o sentido de nos alegrar e devem ter importância.
As vezes o poder de solidificação só é ativo se as palavras forem declaradas à quem precisa. minha intenção não é estar induzindo que soltem palavras a torto e a direita por aí,até por que é muito bom o friozinho na barriga da gente quando os tais pensamentos vem à tona e por não sabermos o que fazer com eles simplesmente nos deliciamos com cada uma das palavras que muitas vezes nos levam aos céus em sonhos e danças belas.

palavra
s. f.
1. Som articulado com uma significação.
2. Vocábulo.
3. Termo.
4. Permissão de falar.
5. Promessa verbal.
6. Afirmação.
7. Doutrina.
8. Fala.
9. Inform. Elemento de informação armazenado ou tratado sem interrupção num computador.

Sentido Denotativo., aff, tudo fica tão mais bonito quando tem poesia e sentimento

Então, minha querida Amélie,









não tem ossos de vidro.
Pode suportar os baques da vida.
Se deixar passar essa chance, então,
com o tempo seu coração ficará tão
seco e quebradiço quanto meu esqueleto.
Então, vá em frente, pelo amor de Deus.
(O Fabuloso Destino de Amélie Poulain)