sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

"Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Fui ser feliz, e não volto!”
Caio Fernando de Abreu

Alguém.

Vejam! É lindo.


Tô com saudades de você de baixo do meu cobertor, de te arrancar suspiros, fazer amor.
Tô com saudades de você na varanda em noite quente e o arrepio frio que dá na gente, truque do desejo. Guardo na boca o gosto do beijo...
Eu sinto a falta de você me sinto só. E aí? Será que você volta?
Tudo a minha volta é triste. E aí? O amor pode acontecer de novo pra você.
Palpite.

Tô com saudades de você, do nosso banho de chuva. Do calor na minha pele da lígua tua.
Tô com saudades de você censurando o meu vestido, as juras de amor ao pé do ouvido, truque do desejo. Guardo na boca o gosto do beijo...
Eu sinto a falta de você me sinto só. E aí? Será que você volta?
Tudo a minha volta é triste. E aí? O amor pode acontecer de novo pra você.
Palpite.


Quero ter alguém pra saber que esse VOCÊ da música é alguém que estou amando.
Um amado.

2011! A espera de mais um ano!

\o/

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

"Em 2011 desejo menos..."

Em 2011 desejo menos, muito menos do que tive esse ano. Menos decepções, menos coração partido, menos distanciamento das pessoas que eu amo, menos julgamentos precipitados, menos injustiça, menos falta de paciência, menos estresse, menos amores não correspondidos, menos medo, menos arrependimento, menos inimizades, menos saudade, menos falta de coragem, menos falsidade, menos dor, menos mentiras. Eu desejo que 2011 seja diferente, seja outra vida. Eu desejo viver.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010


"Então.. porque você desvia o olhar?"

- Então.. porque você desvia o olhar ?
- Ah. Porque eu tenho medo de altura. Tenho medo de cair para dentro de você. Há nos seus olhos castanhos certos desenhos que me lembram montanhas, cordilheiras vistas do alto, em miniatura. Então, eu desvio os meus olhos para amarrá-los em qualquer pedra no chão…

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Carta-desabafo-padrão

Nome da cidade, tanto de tanto de dois mil e tanto.Nome do destinatárioEnvio esta carta porque nunca mais quero você na minha frente. E dessa vez falo sério. Nunca mais quero ouvir a sua voz, mesmo que seja se derramando em desculpas. Nunca mais quero ver a sua cara, nem que seja se debulhando em lágrimas arrependidas. Quero que você suma do meu contato, igual a um vírus ao qual já estou imune.

A verdade é que me enchi. De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia, o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame.

Fico pensando como chegamos a esse ponto. Como nos permitimos deixar nosso amor acabar nesse estado, vendido e desconfiado. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser. Não quero mais nada que exista no mundo por sua interferência. Não quero mais rastros de você no meu banheiro.

Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar? O tédio a dois - essa é a minha parte no negócio? Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando. Mas antes faço questão de te dizer três coisas.

Primeira: você não é tão interessante quanto pensa. Não mesmo. Tive bem mais decepções do que surpresas durante o tempo em que estivemos juntos.

Segunda: não vou sentir falta do teu corpo. Já tive melhores, posso ter novamente, provavelmente terei. Possivelmente ainda esta semana.

Terceira: fiquei com um certo nojo de você. Não sei por quê, mas sua lembrança, hoje, me dá asco. Quando eu quiser dar uma emagrecida, vou voltar a pensar em você por uns dias.Bom, era isso. Espero que esta carta consiga levantar você do estado deplorável em que se encontra. Mentira. Não espero nenhum efeito desta carta, em você, porque, aí, veria-me torcendo pela sua morte. Por remorso. E como já disse, e repito, para deixar o mais claro possível, nunca mais quero saber de você.

Se, agora, isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes.

Adeus, graças a Deus.Nome do remetente.

P.S.: esta não é mais uma dessas cartas-desabafo.
P.S. do P.S.: esta é uma carta-desabafo-quase-música-de-Adriana-Calcanhoto.

Fernanda Young

e o que é o sofrer para mim que estou jurado pra morrer de amor?

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

trecho de "Afinal o que querem as mulheres?"


" - E aonde está meu pai agora?
- Meu filho, o mundo é muito grande. E você vai conhecer muitas coisas. Países, cidades, pessoas. Coisas que a sua mãe nunca sonhou em conhecer...
- Mas, mãe, você não vai tá lá?
- Não, a mamãe vai ficar em casa.
- Se você quiser eu te empresto os meus olhos."


Gente, o seriado é muito legal. Procurem no youtube se quiserem. http://www.youtube.com/watch?v=C8Z6CrWMJuA&feature=related
aí está o link do vídeo da parte que tem o trecho que está na postagem.
Beijos.

blog das apaixonadas

não adianta mentir pra quem nos conhece... basta nos conhecer um pouquinho mais que os outros e saberá que as escritoras deste blog estão apaixonadas!
Não eu por ela, por favor.. mas nós por outras pessoas. (pra quem não nos conhece, pelo contrário, se lesse esse começo provavelmente entenderia errado, por isso expliquei)
Qualquer coisa que apareça na nossa frente ou na nossa mente tem a ver com paixão. Até um copinho descartável solitário, por enquanto, olhando pra uma xícara formosa. Um filme, uma palavra, uma música, uma frase, um jogo, uma cor, um cheiro, e já lembramos de quem não esquecemos o dia todo.
As coisas que escrevemos ou pensamentos que passamos para outras pessoas se tornam repetitivos por que paixão, paixão toma uma pessoa pra si e força um querer muito bem a outra pessoa. É como se a paixão quisesse que você se completasse, como um gesto de caridade que a paixão nos oferece ao nos ver triste pelos cantos com saudade de um ombro amigo e mais que amigo.

se apaixonem, por mais que não forem correspondidos. É bom! Faz bem, é maravilhoso ter alguém pra pensar e sonhar.

domingo, 19 de dezembro de 2010

"..não estou sendo agressivo não, esperava de você apenas coisas assim, avenca, roseira.."

"...você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado, assim como se você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando ver uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, no máximo uma roseira, é, não estou sendo agressivo não, esperava de você apenas coisas assim, avenca, samambaia, roseira, mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois as portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para que você crescesse livremente."

Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Sabe como é isso?


Sabe quando a gente gosta de alguém? Não, não.. Não tô falando desse gostar de amizade, não. Algo que pareça ou que seja bem maior. Quando a gente passa o dia pensando nele/a e quando finalmente o/a encontra. Poxa, não sei se é um alívio ou se um desassossego e tanto nervosismo e coração batendo forte como se fosse numa história daquelas que vemos nos livros pra crianças e adolescentes.
Quando a gente encontra com a pessoa no recreio, aquela de um desejado beijo, ou até mesmo um abraço (já podendo satisfazer), se tiver um pouco de proximidade já não sai de perto e só quer sentir aquela presença boa... se não tiver nenhuma proximidade fazer de tudo pra chamar atenção é costumeiro de muitos apaixonados. Sentir. Sentir pra confirmar se o que sente quando está perto da pessoa desejada é o que ela ficou pensando o dia inteiro.
Olhando pra ele sempre achamos que estamos adorando alguma espécie de divindade e nos encanta. Logo em seguida, no mesmo tempo do recreio - enquanto os que estão ao seu redor comem e bebem e comentam como é que Eu gosto tanto daquela pessoa, só falo sobre ela, só isso - se pensa no sentimento, no sentimento paixão ou amor? O amor tão indefinível e prato cheio para as definições dos poetas. Será?
Já não sei e prefiro continuar a adorar e sonhar com o/a amado/a.
Tocou o sinal e no meio a zorra sua cabeça o/a segue pretendendo buscá-lo/a. Ele/a olha. Cruzou os olhos com você e saiu com sua turma... Saiu esperando que no próximo recreio eu vá até ele/a e eu esperando em sonhar outra vez com o beijo dele/a.
Sabe como é isso?
Sabe quando a gente se apaixona.
Sabe?

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Sweet Jardim

Plantei num jardim um sonho bom,
Mostrei meus espinhos pra você.
Faz que desamarra o peso das botas e fica feliz.
Abre o guarda chuva que hoje o sol desistiu de sair.
Esse perfume de alecrim
Trouxe de volta um sonho bom.
Posso até olhar pela janela
E recitar "une petit chanson"

Cantei pra você meus velhos tons,
Perdi seu ouvido pro jornal.
Eu trago a dança que me inspirou o café sem açúcar e tal
Analise o fundo da xícara, a esperança é igual.
Eu confesso só me resta a vida inteira.
Só me resta vida em mi maior e lá
Tiê

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

e agora, José!?


que será de mim, meu deus?!
pois é meu povo;
vou me confessar...
...
criei um tumblr. criei mesmo, com vontade. criei tudo o que eu não queria criar, um tempinho atrás. Ainda nem sei como usa aquilo, mas parece que se pode divertir com um tumblr. Vou tentar.
Gostei do que eu escrevi no tumblr e por isso vou colocar aqui pra vocês. Muitoos beijos, ainda prefiro vocês.
[A imagem citada no texto é a que está postada aií em cima]

"
A imagem é ideal pra muitas coisa na vida se não pra vida toda, pois por mais que você faça mil coisas, ou não faça nada, ou faça igual aos outros, ou crie seu próprio estilo, ou conciliando as duas coisas. Sei lá. Pras pessoas que fazem todas e quaisquer coisas e sentem, choram, riem, ficam com raiva, amam, suspiram, transpiram, vivem, afinal.

Depois de fazer tudo isso acabamos refletindo, de preferência olhando pruma paisagem bem bonito como essa que se mostra na imagem. E foi isso que eu vim fazer aqui no Tumblr quando as vezes não tiver uma paisagem linda na minha frente.

Bom, as pessoas estão aqui na Terra pra serem felizes e fazer com que sua temporada aqui valha a pena. Com intensidade, luz, paz e amor, muito amor!

Então sejam livres (com censo do que é bom e do que num é) e façam o que querem

. "

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

"Eu quis mudar o mundo, quis ser brilhante, quis ser reconhecida. Hoje eu quero bem pouco.."

"Não adianta me oferecer o discurso de faculdade-emprego-família como verdade absoluta. A gente não aprende a viver sentado numa carteira de colégio. Não é a fórmula de Pitágoras ou a definição de pronome oblíquo que vai fazer com que eu seja mais ou menos inteligente. Saber organizar informações burocráticas em série e ser programado roboticamente não faz de ninguém um ser humano repleto. Isso tudo só rende uma possível colocação relevante numa prova de vestibular, um êxtase momentâneo. A vida se aprende nas perdas. É perdendo a liberdade que a gente descobre que não se encaixa, é perdendo alguém que a gente descobre que não vale a pena lutar por futilidades, é perdendo o apoio que a gente descobre que o resto do mundo não para só porque nosso mundo parou. A gente vai aprendendo a viver assim, na marra, no grito, no sufoco, no impulso. Eu quis mudar o mundo, quis ser brilhante, quis ser reconhecida. Hoje eu quero bem pouco e prefiro me concentrar no agora do que planejar um futuro incerto. Eu me libertei da culpa e dei de cara com algo novo: não me encaixo, e aceito. Não é justo perder as asas no momento em que se descobre tê-las. É preciso poder voar, é preciso ter uma visão estratégica das janelas. Ver o sol e não poder tê-lo é absurdo.

Então eu deixo algumas coisas passarem incompletas porque tenho consciência de que certas palavras ainda não têm tradução. Por mais que eu grite, vai ter quem não entenda, não aceite. O que eu não aceito é ter nascido num mundo tão grande e conhecer só uma pequena parte. Vou voar. Quem conseguir compreender, que me acompanhe. "

— Sol - Verônica H.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

O que uma escritora Holandesa falou do Brasil!

Leia com atenção.

Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.

Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.

Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de ‘Como conquistar o Cliente’.

Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos..

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc… Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.

Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.

2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.

3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.

4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.

5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.

6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.

7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.

8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.

9.Telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas..

10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.

11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?

2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?

3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?

4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?

5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?

6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?

7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?

Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

É! O Brasil é um país abençoado de fato.

Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.

Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.

Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.

Bendita seja, querida pátria chamada ...



Brasil!




falando em espalhar alegria...

manifesto

atire a primeira pedra, quem não sofreu, quem não morreu por amor. todo corpo que tem um deserto, tem um olho de água por perto. para ouvir basta abrir os poros, para aceitar basta oferecer. para que adiar um desejo de alguém que lhe quer tanto um beijo? quem de vocês resiste a uma tentação? quem pretende revogar a lei do coração? quem ousaria dessas vozes duvidar?
deixe a sua natureza se manifestar.

(Carlinhos Brown, Marisa Monte e Arnaldo Antunes)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

... segure ela firme e abrace-a.

Enquanto ela segura suas mãos, brinque com seus dedos. Quando ela estiver com o rosto perto do seu e olhando nos seus olhos, não se demore, beije-a. Quando ela te bater, te chutar ou estiver com raiva de você, segure ela firme e abrace-a. Quando ela estiver quieta, ela está pensando em como te dizer que te ama. Quando ela te ignorar, quer dizer que ela quer toda sua atenção. Quando ela quiser ir embora, segure ela pela cintura e nunca deixe ela ir. Quando você a vê muito mal, diga o quão maravilhosa e especial ela é para você. Quando ela gritar com você, grite de volta que a ama se o sentimento for verdadeiro. Quando ela estiver com medo, abrace-a e diga que está tudo bem, pois você está com ela. Quando ela estiver preocupada com algo, beije-a e diga para ela não se preocupar. Quando ela virar as costas ou fugir de você, corra atrás dela e pegue-a pela mão. Quando ela estiver envergonhada, fale: eu te amo.
depois dessa manhã eu posso confirmar que muuuuitas pessoas gostam da escola onde estudam. Que até quando acabam as aulas ficam frescando por lá!
todos! nerds, não nerds, recatados, exibidos.. tudo o mais.
é todo mundo reclamando por férias, quando nas aulas e nas férias, passam o dia no colégio.
puff
parece até uma música do Chico César
"quando não tinha nada eu quis"
O nome da música é À Primeira Vista. Muito legal,por sinal.

beijos, boas férias.
:**

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Vestibular dos seus sonhos!

Ahh, se esse fosse o vestibular meeesmo.. [suspiro]
OBS: A imagem no blog ficou péssima, clique e a veja melhor! (:

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010


Ahn..
Esqueci de colocar uma imagem na postagem abaixo.
Creio que elas ajudem a chamar atenções!


sobre isso e aquilo outro

Ando querendo escrever sobre muitas coisas, mas na hora da inspiração não tive algum tipo de força que me fizesse ultrapassar as barreiras do cotidiano e escrever o que estava pensando na hora.
Sobre a vida, falando com amigos que fazia tempo sem contato, assistindo filmes, andando sob o Sol quente de Fortaleza, fazendo planos de vida, lendo crônicas, e tudo o mais que se pode fazer quando está de férias e quer tranquilidade e descanso.
Sobre as escrituras, já pensei em escrever sobre a vida minha amorosa e solitária, carente (Oh! Deus, pra quê tanto drama), sobre o xarope de guaco que eu estava tomando e seu significado, sobre o que é passar de crônicas de Clarice Lispector pra outras tbm boas de Martha Medeiros.
Enfim..
Amanhã é a entrega do boletim e estou bem..
acho que não é só isso que eu tenho pra falar, mas o que deu na telha pra escrever.
Abraços!!!
=DD

terça-feira, 30 de novembro de 2010

“Quando eu tinha 5 anos, minha mãe sempre me disse que a felicidade era a chave para a vida. Quando eu fui para a escola, me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi “feliz”. Eles me disseram que eu não entendi a pergunta, e eu lhes disse que eles não entendiam a vida.”

John Lennon

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

pajem? aahn.. sim.


Um dia desses fui num casamento e fiquei pensando nos pajens! Pajem é aquele que vai levar a aliança aos noivos. Nem sabia que as criancinhas que levam as alianças tinham um nome, mas como a maioria das coisas, uma pessoa vem e nomeia aquela tal coisa.
Bom vamos ao assunto:
Pensei no porquê de os pajens serem crianças, com bem frequência.
Talvez fosse porque eles são bonitinhos e tal.
Ou porque haverá grande chance de eles fazerem alguma coisa fora do planejado e fazer as pessoas rirem.
Não, não! Só por isso?
Aí olhei pro lado e vi uma bebêzinha, tão bonitinha, feliz a morder um brinquedinho e deformar seu rosto como alguma das caretas que o Jim Carrey faz em seus filmes.
Pensei que os pajens eram crianças pra apresentar toda a inocência de uma criança. Já que o casamento é um momento da junção de dois adultos (na maioria da vezes) que estão se preparando para uma vida mais adulta! rs
Pra lembrar aos noivos da vida leve e sem preocupações que eles já tiveram e que eles precisam buscar um equilíbrio entre essa vida dos pajens e a vida que agora eles terão juntos.

A chuva me traz um cheiro bom de infância.
Um sorriso tímido no rosto e profundo.
Um clima bom de namoro.
Um barulho bom de sossego, ou de sono.
Chuva traz um querer de cobrir-se.
Chuva traz um querer de liberdade.
Um sorriso largo de quem vai dançar com alegria e alma.


Flora

domingo, 28 de novembro de 2010

Espaços Vazios.

Quando chego em casa há sempre um sorriso cativante a me receber, que por mais abalado que eu esteja esse sorriso acolhedor me abraça e me acalenta. Está sempre lá, aqueles espaços preenchidos, preocupados comigo, e naquela rotina frenética sabia que estava bem.
Mas o tempo... estragou meu jantar, afastou meus amigos, destruiu meus amores, comeu minhas juntas, levou minha vitalidade, acabou com meus livros e tudo o tempo leva embora, leva ao chão, o pó retornando ao pó.
Agora quando chego em casa em minha solidão... estar vazio... olho para os lados e o que me resta? Onde estar o sorriso? Nessa rotina frenética esqueci de perceber que enquanto passava pela a vida o tempo realizava seu trabalho, trabalho esse que nunca fica inacabado.
Percebo agora cada espaço vazio ao meu redor, prova de que o tempo sabia o que estava fazendo, e cada espaço agora vazio levou um pedaço que era meu, que direito tinha tempo de levar pedaços meus, que direito tinha ele de me deixar tão vazio quanto os espaços antes ocupados e aconchegantes?
Espaços vazios é tudo que me resta, mas não consigo lembrar, esforço minha memória até as lágrimas escorrerem como um rio sem fim, um rio Nilo, vermelho, vermelho de sangue, como uma das pragas, mas não lembro, não consigo lembrar daquele sorriso, dos rostos que estavam sempre a minha espera, do calor, tudo estar tão vazio e frio, como uma pedra. Agora tudo que me resta são espaços vazios.
Augusto Reis

sábado, 27 de novembro de 2010

"Tenho tentado aprender a ser humilde. A engolir os nãos que a vida me enfia pela goela a baixo. A lamber o chão dos palácios. A me sentir desprezado-como-um-cão, e tudo bem, acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar."

— Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Quando olho pra você, milhões de palavras saltam da minha cabeça tentando passar pela minha boca - trancada com a vergonha e o medo de você me achar boba - as coisas que eu nem sempre consigo demonstrar. Me pego te olhando sem nenhum motivo, ou faço alguma coisa só pra fazer você olhar pra mim imaginando que isso me dê algum empurrão fazendo com que elas saiam. As vezes encosto em você, só pra ver se você vai ficar brincando de me empurrar ou vai apenas segurar minha mão. Na verdade pouco importa, as duas coisas me fazem arrepiar. Por outras, envolvo meus braços em você querendo te trancar ali e não te soltar jamais. Quem sabe nesse ‘jamais’, eu consiga olhar diretamente pra você e dizer o que eu tenho ensaiado tanto tempo. Ainda vou morder meus lábios muitas vezes pra me segurar, mas meus dedos têem muita mais afinidade ao desenvolver textos, do que a mim ao desenvolver meu romance. Leia por aqui o que eu ainda estou tentando te dizer quando olho diretamente pra você. Eu te amo.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

voltei, meu povo


Olá, galera! Finalmente a internet está de volta, desculpem a ausência. Espero que tenha disponibilidade para sempre estar postando, agr que estão chegando as férias. Vou deixar aí pra vocês uma música maravilhosa de uma cantora meio desconhecida, mas também maravilhosa, que inclusive acho que já apresentei pra vocês.

Os Dias
(Flávia Wenceslau)

Tem dias que é só sossego, nos dias que não reclamo.Tem dias que olho o céu, nos dias que faço planos. Um dia de cada vez, pra ver inteirar um ano. Num dia lugar seguro, no outro me segurando. Tem dias que sou menino, subindo ladeira acima, nos dias de sol a pino, sem me desanimar. Tem dia de ventania. Tem dia que curva entorta. Tem dia de calmaria,de vento, de vela e prosa. Tem dia que é só folia, tem dia que a rua é morta. Tem dia que a alegria amanhece na minha porta. Tem dias que é só lembrança, de um dia que já se foi.

Um dia pra todo mundo, o outro pra nós dois.

Abraços, galera! :***

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Gosto muito do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas Não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias.

Caio F. Abreu

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Esclarecimentos!

Desculpem-nos, desculpem-nos, desculpem-nos por não estarmos postando!
Nossas vidas estão uma loucura!
Essa semana teremos três apresentações, traduzindo: FUUU!
Então estaremos muito ausente por aqui!
E bom, a Flora está sem Internet faz muito tempo, isso explica sua ausência!
Então desculpem-nos, e por favor, desejem boa sorte a nos, vamos precisar!

Até Breve!

Se quiserem dêem uma olhadinha no meu tumblr, tem umas coisinhas interessantes!

domingo, 7 de novembro de 2010

E você não para, até que esteja morto.

Um belo dia você acorda com uma dor no pescoço. Uma dor nas costas. Seus olhos ardem. Seus músculos ardem. Você tem dificuldades para se lembrar das coisas, você tem dificuldades para acordar. Você tem dificuldades para dormir, para engordar, ou emagrecer, dificuldades em chegar de um ponto ao outro, dificuldades em chegar ao ponto, você perde o ponto, perde tempo. ganha rugas.
Os dias passam, você respira fumaça, bebe água contaminada. Queima a pele do seu rosto pelos raios catódicos do monitor, acende um cigarro, se pergunta até que idade você vai sobreviver.
Pensa em se mudar para o interior. Pensa em parar de fumar. Pensa em comprar roupas novas. Pensa em matar alguém.
Um belo dia você acorda e se dá conta que está cansado.
Você se cansa da cidade, dos carros, das luzes. Você se cansa do lixo, das pessoas, do barulho. Se cansa de não saber para onde ir, se cansa de não ter para onde ir e precisar ir para algum lugar.
Você se cansa de não ter razão, de não ter caminhos, de não ter opções, se cansa de ver sua vida igual a de todos os outros, se cansa de ser de um rebanho sem pastor.
Você se cansa de chefes, deuses, impostos, moda, dinheiro. Você se cansa da sensação de estar desperdiçando seu tempo, você se cansa de não ter tempo algum para disperdiçar.
Você se cansa de viver em um mundo onde quem não está desesperado, está louco. Você se desespera com medo de enlouquecer. Respira fundo, acende um cigarro.
Você se cansa de não saber exatamente do que está cansado. Se cansa do “alguma coisa está errada” que paira sobre o ar desde uma época que você não se lembra.
Se cansa das avenidas, das ruas, das alamedas, das praças, do sol, dos postes, das placas de sinalização, das buzinas.
Você se cansa de amores incompletos, de amores platônicos, de falta de amor, de excesso disso e daquilo. Se cansa do “apesar de”. Se cansa do rabo entre as pernas, da sensação de estar sendo prejudicado, se cansa do “a vida é assim mesmo”. Você se cansa de esperar, de rezar, de aguardar, de ter esperanças, cansa do frio na barriga, cansa da falta de sono.
Você se cansa da hipocrisia, da falsidade, da ameaça constante, se cansa da estupidez, da apatia, da angústia, da insatisfação, da injustiça, do frenezi, da busca impossível e infinita de algo que não sabe o que é. Se cansa da sensação de não poder parar.
E você não para, até que esteja morto.
Pcsiqueira.

sábado, 6 de novembro de 2010


I love this!
Minha bipolaridade não é doença, é escolha. Felicidade demais me enjoa, tristeza demais, hum.. não preciso nem explicar. Ser chata faz parte, simpática é necessidade. Não passou o dia sem um surto de loucura. Tenho uma certa mania de dormir chorando de saudades. Irritante quebra o gelo, grossa impõe autoridade. Sendo infantil deixo de ser chata, sendo madura deixo de ser frágil.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Nunca te rejeitaria.

-É bom não ser rejeitada por você.
-E quando eu rejeitei você?
-Quando você estava puto comigo.
-Eu não estava te rejeitando, estava te evitando.
-E tem alguma diferença?
-Rejeição agrega em não te querer. Enquanto eu te evitava, o que eu mais queria era que você me agarrasse e me mandasse calar a boca.

Tumblr.




Bom gente, decidi criar um Tumblr, quero ver como isso funciona!

Se quiserem dar uma olhadinha: http://etdeperpetuer.tumblr.com/
Até breve!

sábado, 23 de outubro de 2010

domingo, 10 de outubro de 2010

John Lennon

Hoje é dia 09/10/2010, e como devem saber, hoje é o dia que o meu ídolo, John Lennon faz 70 anos de vida!
John Lennon foi uma dos mais importantes músicos que já existiu.
Fundou a banda The Beatles, participou de uma das duplas compositoras mais famosas que já existiram no mundo (Lennon/McCartney), foi um dos maiores pacifistas que já existiram, em fim.. John Lennon! Ele era britânico, nasceu em 09/10/1940 (como já deve está claro), e foi assassinado por um fã louco no dia 08/12/1980. Preciso nem comentar o quanto eu gostaria de bater nesse cara, ?! Poxa, ele matou John Lennon! Bom, para eu não ter uma síncope de raiva, nem falar muito sobre a vida dele, vou logo mudar de assunto..!

Happy Birthday John! Comecei a gostar de Beatles (tradução: me viciar em Beatles) esse ano, e.. nossa, EU AMO BEATLES. Todos os quatro são uma inspiração pra mim!

Hoje passaram vários, vários, vários especiais sobre ele, em destaque especial o da MTV (passou hoje às 14:30h, e vai ter reprise no domingo às 2:30h e às 15h), e também o show beneficente que sua viúva Yoko Ono organizou, com a presença de vários cantores (Lady Gaga, Iggy Pop, Sonic Youth etc.) às 17h nesse site aqui.
Bom, só quero desejar muitas felicidades a ele (onde quer que ele esteja) , dizer que eu o admiro muito, que ele é uma grande inspiração para mim, e que bom, ele pode não estar mais entre nós mas sua alma, sua força, em fim, sua mensagem de vida está entre nós, e fica mais viva a cada vez que alguém começa a admirá-lo!
Err.. uma última mensagem:
video

"Strawberry Fields Forever.."

terça-feira, 5 de outubro de 2010

sábado, 2 de outubro de 2010

"Eu nunca gostei da matemática, das contas..

... Contas são exatas e os números se bastam por si só. Não há dúvidas, não há erro. O que é certo é certo, o que não está certo, é errado. A matemática e suas exatidões me cansam. Eu prefiro o mistério das letras, a incerteza das palavras e a beleza das poesias. Palavras não se somam, se completam.”

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

sábado, 25 de setembro de 2010

Pra não dizer que não falei das flores

Hoje eu lembrei de como é ter alguém que se importe com o que me importa. Hoje eu me lembrei como é jogar tanta conversa fora em tão pouco tempo, como se fala tanta coisa séria em um sorriso sem jeito. Hoje, eu lembrei do quanto é bom saber que ainda há do mesmo jeito aquilo de sempre que toda vida vai estar ali.
Mesmo sem as benditas as coxinhas de recuperação, ou - pra não dizer que não falei - das flores bicolores, mesmo com a distancia que só existe fisicamente, mesmo com as cachaças que a gente nunca tomou, mesmo que às vezes a gente ache que não há, ainda há. Hoje eu me lembrei que frases bocós merecem depoimento no orkut. Porque a saudade era aliviada aos poucos em cada abraço gasguito e a cada pergunta indiscreta.
Hoje eu lembrei que se pode ligar quando quiser ou precisar falar alguma coisa, qualquer coisa - mas é preferível que seja no sábado ou domingo por causa do 31 anos, mas se a emergência for na semana, sempre haverá um Tim infinity (por mais quatro anos pelo menos, se o Brasil tivesse ganhado a copa).
Hoje eu lembrei que não tem preço assistir com as amigas os jogadores de futebol, não o jogo. Do quanto é bom não ver a hora passar na calçada, de resenha até mais que a hora de ir dormir, como se fossemos acordar amanhã e não voltar aos afazeres, cursinhos e vestibulares por aí pela vida, apenas pra sermos nós, balão mágico, estranhos e revoltados, entrando pelo portão daquele castelinho outra vez.

Esse texto é da @luiza_ , e estava guardando ele para um dia que eu estivesse muito feliz!
Hoje eu estou muito feliz!
Apesar do stress e tudo, ontem e hoje foram dias maravilhosos!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Fios, lagartas e porquês

...
Era apenas uma criança. Mais uma, aliás, com tantos porquês em mente. Papai já se preocupava com os fios de cabelo sem pigmento que estavam por nascer, e, dia vai, dia vem, o seu trabalho mais duro era encontrar - quando não se via na obrigação de inventar - respostas rápidas para as minhas perguntas. Não que elas precisassem ser convincentes, até porque eu tinha uma meia dúzia de anos ainda, mas as minhas dúvidas sobre essa esfera que insiste em rodar deixavam -no intrigado.Eu perguntei porque as borboletas nasciam lagartas, e ele respondeu-me que aquela era a maior lição de vida para se tomar como exemplo. Sabe, o inseto que nasce feio e gorducho para depois ganhar cores e asas, transformando-se em algo novo e admirável. Foi aí que eu perguntei porque elas precisavam transformar-se. Quer dizer, lagartas podem não ser as mais lindas das criaturas, porém, para mim, elas não podiam ser vistas como 'o patinho feio'. O cara ao meu lado apontou para os seus cabelos negros, certo de que um bocado de fios brancos se encontravam ali. Ele disse que toda e qualquer coisa do universo evoluía, transformando-se com o tempo. Não satisfeito, soltei rapidamente mais de meus questionamentos: Então um dia eu irei ter asas, papai? Assim como as borboletas? O homem permaneceu quieto, pego de surpresa. E, pela primeira vez, sem uma resposta rápida. Percebi em seu olhar que algo estava errado, mas antes que eu voltasse a perguntar, abri os braços e corri em círculos, rindo alto ao imaginar que voava.Agora eu sei que papai não quis acabar com o meu sonho. Eu nunca teria um par de asas, e isso acabei descobrindo por conta própria. Mas ele nunca soube que eu não precisava disso para voar. Peter Pan não precisou. Passei muito tempo indo para o infinito sem o auxílio delas. Porém, assim como ele disse, todas as coisas evoluem. E a cada noite eu peço, em silêncio, para que ocorra logo a minha transformação. No fim, somos todos pequenas lagartas.

@peterssauro , atualmente @tapiocavirgem



- Estava.. minto, estou com saudade do TP7.

"Você vai ser feliz..

Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto agulha? Vai passar!" Gossip Girl

-:-
E eu nem sou fã de Gossip Girl... acho que a sensação de missão cumprida pela Feira de Ciências um está me deixando positiva.. pelo menos um pouco.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

canto e encanto

hoje
a lua me sorriu com seu sorriso triste, profundo
com um sorriso assim, esplendoroso, prateado
um sorriso colgate, mas sem aquela falsidade de propaganda
Ela propagava alegria, que por sua vez me deu vontade de cantar

sábado, 11 de setembro de 2010

eu sou, tu és, ele é..

“… a única verdade é que vivo. Sinceramente, eu vivo. Quem sou? Bem, isso já é demais.”

"há pouco estive chorando, sem saber exatamente por que.."

"Sinto-me terrivelmente vazio. Há pouco estive chorando, sem saber exatamente por quê. Ás vezes odeio esta vida, estas paredes, essas caminhadas de casa para a aula, da aula para casa, esses diálogos vazios, odeio até este diário, que não existiria se eu não me sentisse tão só. O que eu queria era alguém que me recolhesse como um menino desorientado numa noite de tempestade, me colocasse numa cama quente e fofa, me desse um chá de laranjeira e me contasse uma história. Uma história longa sobre um menino só e triste que achou, uma vez, durante uma noite de tempestade, alguém que cuidasse dele."
— Limite Branco - Caio Fernando Abreu

domingo, 5 de setembro de 2010

"É difícil me iludir. Porque não costumo esperar muito de ninguém. Odeio dois beijinhos, aperto de mão, tumulto, calor, gente burra e quem não sabe mentir direito. Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniência, não sei rir se não estou achando graça, não atendo o telefone se não estou com vontade de conversar."

Caio Fernando Abreu
"J'ai découvert que je n'ai pas besoin de certaines personnes, juste besoin des bonnes personnes"

sábado, 4 de setembro de 2010

“once the storm is over you won’t remember how you made it through, how you managed to survive. you won’t even be sure, in fact, whether the storm is really over. but one thing is certain, when you come out of the storm you won’t be the same person who walked in. that’s what this storm’s all about.”

Assinado Eu











Já faz um tempo
Que eu queria te escrever um som
Passado o passado,
Acho que eu mesma esqueci o tom
Mas sinto que
Eu te devo sempre alguma explicação.
Parece inaceitável a minha decisão.
Eu sei.
Da primeira vez,
Quem sugeriu,
Eu sei, eu sei, fui eu.

Da segunda
Quem fingiu que não estava ali,
Também fui eu.
Mas em toda a história,
É nossa obrigação saber seguir em frente,
Seja lá qual direção.
Eu sei.

Tanta afinidade assim, eu sei que só pode ser bom.
Mas se é contrário,
É ruim, pesado
E eu não acho bom.
Eu fico esperando o dia que você
Me aceite como amiga,
Ainda vou te convencer.

Eu sei.

E te peço,
Me perdoa,
Me desculpa que eu não fui sua namorada,
Pois fiquei atordoada,
Faltou o ar,
Faltou o ar.

Me despeço dessa história
E concluo: a gente segue a direção
Que o nosso próprio coração mandar,
E foi pra lá, e foi pra lá.

E te peço,
Me perdoa,
Me desculpa que eu não fui sua namorada,
Pois fiquei atordoada de amor
Faltou o ar,
Faltou o ar.

Me despeço dessa história
E concluo: a gente segue a direção
Que o nosso próprio coração mandar,
E foi pra lá, e foi pra lá, e foi pra lá.

Composição: Tiê

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

a pessoa errada

costumo me apaixonar por pessoas de um jeito que não devo e acho que quase não posso encaixar no meu mundo.
Me lembrei de escrever sobre isso também por estar dando uma olhada em uns vídeos que não via há tempos. Colocarei o link do tal vídeo que me inspirou abaixo do post.
Sempre mais velhos os vovôs, os que me encantam, me fazem sonhar distante, as vezes chorar, mas o choro agora não se enquadra. Já me acostumei em não ser tão dona do meu coração, ele parece um hotel onde se hospedam muitos, uns ao mesmo tempo, outros bem distantes um do outro, tem também a diferença dos quartos, tem desde a suíte até o quartinho simples e o melhor é que a diversão está no fato de que pra se hospedarem na suíte nem precisa ser um milionário e se por ventura for um milionário talvez cobre bem caro o cantinho no quarto simples pra ele. Nesse hotel, acho que me identifico como sendo uma funcionária, que não deixa de ser importante, mas não é a dona e sua função é limpar, cuidar bem do hóspede, trazer cafézinhos e aí se ela já estiver de saco cheio do hóspede já vai deixando de lhe trazer privilégios, prestígios e coisinhas mais. Começa então, pelo seu instinto, a largá-lo, não oferece mais alguma coisa e ajeita sua cama de um jeito bem horrível. Terá também aqueles hóspedes que são prestativos, que irão, eles próprios, ajeitar sua cama, seu quarto, fazer se café em grande quantidade para que ele possa oferecer aos trabalhadores do hotel. Com esse a funcionária também se emburra pois será ele o próximo a tirar seu emprego.
Bom, é quase isso. e não era isso o que eu queria escrever, mas escrevi essa outra coisa..

Texto ótimo do Luís Fernando Veríssimo, lindo! A música que eu nunca descobri qual é, mas tbm é legal;D
até mais, estudem, eu vou tentar estudar tbm!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

cá estou. ou não!


No quarto do meu irmão onde tem o nosso computador fixo que é mais lento e eu não costumo usar (gosto do laptop que fica na varanda arejada, às vezes até fria, com plantinhas etc). Acabei de comer uma tigelinha de iogurte caseiro (sabor de nada, ou se preferir, sabor original) com sucrilhos sem açúcar (sabe aquele mais simples, Corn Flakes), granola e um pouco de linhaça.
Eu gosto, mas já acabou.
Amanhã pretendo/planejo ir ao show do Ney Matogrosso, que pode inclusive ser o último show dele aqui em Fortaleza, porque o bichin já meio véi. O que não abala o poderio dele. No sábado tem festa do Dia Dos Pais da escola e eu vou dançar PAI HEROI do Fábio Jr., acho que é isso.
Bom, queria escrever alguma coisa útil e espero que isso sirva pelo menos pra alguém ler e lhe tomar um tempinho que vai depender de tal habilidade pra leitura. Queria escrever também porque algumas coisas me inspiraram e faz bastante tempo que não posto aqui. Estava planejando muitos textos e produções pra compartilhar com vocês, mas por alguma deficiência minha e não sei se de mais alguém ( lá vem minha necessidade de querer culpar os outros, eu posso até me culpar, mas não foi só eu o culpado), não consegui um post legal pra vocês, pra dizer a verdade eu nem fiz muitas buscas...
Acho que não tenho veia de blogueira, ou então eu tenho, mas ela ainda não saltou no meu corpo e pulsou pra que eu pudesse fazer algo do tipo POST. De alguma forma acho bem bonito quem tem essa veia pulsando dentro de si: a leitura se torna rápida e prazerosa, os pensamentos e linha de raciocínio, a interpretação fluem como uma pena flutuando. É que nem uma música, que quando você começa a escutar a introdução instrumental e gosta tem anseio em continuar ouvindo e se dedicar a ouvir e prestar atenção na música.
Às vezes eu fico pensando o que é que faz uma música ser boa. Por exemplo: fico escutando uma música do Chico Buarque ou do Gil (entre outros) e fico imaginando se eles demoraram pra escrever aquela música, trabalhando, escrevendo e reescrevendo, acrescentando coisas, ou simplesmente sai, simplesmente você mostra poeticamente seus sentimentos ou acontecimentos.
Pra mim isso é bastante estranho!! rsrsrs, oieoeioieoeioei


Pois é... tô vivendo por aqui.

ou não!

quinta-feira, 29 de julho de 2010


" Quando temos cinco anos, eles nos perguntam o que queremos ser quando crescer, nossas respostas eram coisas como astronauta, presidente, ou no meu caso, princesa. Aos dez anos, nos perguntam de novo e respondemos rock star, cowboy, ou no meu caso, medalhista de ouro. Mas agora que crescemos, eles querem uma reposta séria. Bem, o que acham disso: Quem é que sabe? Esse não é o momento de tornar tudo mais difícil e acelerar as coisas, é o momento de cometer erros. Pegar o trem errado e ficar preso em algum lugar, de se apaixonar muito, de ser graduado em filosofia, porque não tem como não fazer disso uma carreira, de mudar de opinião, depois mudar de novo, porque nada é para sempre.
Cometa quantos erros quiser. Assim, algum dia, quando eles perguntarem de novo o que você quer ser não teremos que adivinhar.
Saberemos. " ( jess stanley - eclipse, movie. )

domingo, 25 de julho de 2010

"O silêncio da graça da mulher"


"Para ter lábios atraentes, diga palavras doces; para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas; para ter um corpo esguio, divida sua comida com os famintos; para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar seus dedos por eles pelo menos uma vez por dia; para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinho; pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas;lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você a encontrará no final do seu braço. Ao ficarmos mais velhos, descobrimos porque temos duas mãos, uma para ajudar a nós mesmos, a outra para ajudar o próximo; a beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste, nem no corpo que ela carrega, ou na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside."

Audrey Hepburn

terça-feira, 20 de julho de 2010

Amigo.


"Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações da infância.
Preciso de um amigo para não enlouquecer, para contar o que vi de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas, de poças d´água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim. Preciso de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já tenho um amigo.
Preciso de um amigo para parar de chorar. Para não viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas.
Que bata nos ombros sorrindo e chorando, mas que me chame de amigo, para que eu tenha a consciência de que ainda vivo"

Vinícius de Moraes


Feliz dia Amigo!