segunda-feira, 20 de outubro de 2014

o velho e o mar


Lança o barco contra o mar
Venha o vento que houver
E se
Virar
Nada
Pega a mala que couber
Roda a estrada sem saber
E se
Perder
Calma
Beija a boca da mulher
Tira a roupa sem pedir
E se
Sorrir
Fica
Bebe o copo que encher
Diz pro amigo que é irmão
O que
Nem tem
Palavra
Lança o barco contra o mar
Venha o vento que houver
E se
Puder
Voa

Rubel

Nenhum comentário:

Postar um comentário