terça-feira, 2 de abril de 2013

Uma memória.



A memória.
  
Agarra coisas interessantes.
  
Às vezes inoportunas.
   
Por vezes distantes.
  
Uma nunca vou esquecer.
  
Não quero nunca esquecer.
  
Duas irmãs.
  
Dois tesouros.
  
Os braços de uma em minha volta.
  
O sorriso de outra em minha frente.
  
O coração de um em alegria.
  
Não quero nunca esquecer.


Augusto Reis

Um comentário: