quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

.destino atroz.

Um poeta sofre três vezes: primeiro quando eles o sentem, depois quando os escreve e, por último, quando declamam os seus versos.

Mário Quintana

Nenhum comentário:

Postar um comentário