sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Pausa.

A pior escolha que fazemos na vida é quem queremos ser. Escolhemos todo dia. E quase sempre tá errado.

Recentemente, signifiquei a palavra flash à ideia de que só se vive uma vez. Dizendo que adiamos desejos, projetando e idealizando, na verdade, uma outra vida. Que não temos. Essa é a grande verdade. Que nunca vamos ter essa segunda vida onde poderemos fazer tudo o que quisemos e não fizemos porque nos acovardamos, porque abrimos mão. Então, escolha bem o que deixar passar. E isso... isso é a maior porcaria do mundo. 

É, na realidade, uma das maiores injustiças da galáxia. E só piora à medida em que você cresce. Vai ver que crescer é mesmo isso de notar que a gigantesca maioria dos seus desejos nunca vão se realizar. É injusto saber que eu nunca vou ser pirata, nem astronauta, nem bailarina. Eu nunca vou pisar na Lua.  Eu nunca vou pra Terra Média, ou pro Acampamento Meio-Sangue, ou pra Hogwarts. ( (Podem rir, eu realmente tinha esperanças.) Eu nunca vou ser uma grande chef. Eu nunca vou ser pintora, e nunca vou ter minhas obras expostas em uma galeria. Eu definitivamente não vou conseguir a paz mundial. Nem fazer a grande descoberta de como-fazer-todo-mundo-ser-feliz. A verdade mesmo é que eu cheguei nessa idade em que várias possibilidades se fecham. Em que eu tenho que parar de idealizar que eu vou viver tudo isso, que eu vou ser tudo isso, que eu vou sentir tudo isso. Que agora as escolhas são reais.

E o mais apavorante é que nem são os grandes feitos que mais têm me assustado, são as pequenas escolhas de todo dia. As escolhas feitas pelo cansaço. As escolhas que me encaminham pra mesmice. As escolhas que eu faço sem perceber que a cada dia eu me afasto do que eu sempre sonhei ser. As que me fazem duvidar se eu realmente queria ser eu, ou se eu preferia ser só mais uma pessoa infeliz no Mundo das Pessoas Infelizes Que Dizem Que É Apenas O Mundo Real.

Então, tudo isso me perturba. 
O mesmo furacão que me transtorna, me encanta, 
Por que eu tenho que escolher?
Quando eu tenho que escolher?
O que escolher?
Eu sou péssima com escolhas.
Como sou péssimas com finais.


Pausa.


Perpétuer

Nenhum comentário:

Postar um comentário